Lendo Os Miseráveis #7 ♥

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

Quanto mais se aprofunda, mais misteriosos são os
trabalhadores. Até determinado grau, facilmente
reconhecível pela filosofia social, o trabalho é bom;
além desse grau, é duvidoso e misto; mais embaixo,
torna-se terrível. A certa profundidade, as escavações
não são mais acessíveis ao espírito humano; o limite
em que o homem pode respirar é ultrapassado, e é bem
possível que aí comecem a viver verdadeiros monstros“.
[Os Miseráveis, p. 991]

 

Na minha opinião, a parte de Marius em Os Miseráveis, de Victor Hugo, foi uma das melhores partes até agora.

Estes últimos livros foram muito emocionantes e muito tensos !!

Victor Hugo já ganhou um lugarzinho especial na minha lista de melhores escritores do mundo.

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

Comprando o livro clicando nesse link aqui: Os Miseráveis (Cosac Naify)
ou Os Miseráveis (Martin Claret), você incentiva e ajuda o blog a crescer.

O post de hoje é referente à sétima semana de leitura coletiva de Os Miseráveis, que tem sido uma experiência incrível, principalmente por conta da troca de ideias no grupo do whatsapp durante a leitura ♥ !!

Então, hoje eu vou compartilhar a minha experiência de leitura da página 939 à página 1118, dando continuidade ao meu diário de leitura de Os Miseráveis – sempre com spoilers, visto que trata-se de um diário de leitura.

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

♥ Da página 939 à página 1118 ♥ Marius ♥

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

No livro quinto de MariusExcelência da desgraça – nós continuamos acompanhando a vida do nosso querido Marius.

Vamos acompanhar toda a miséria que o rapaz alcança, vamos caminhar ao seu lado ao longo de praticamente seus três anos de luta para conseguir sobreviver – ele preferia morrer de fome à endividar-se para poder comer – e, finalmente, acompanharemos aos pouquinhos, os momentos em que ele começa a reestabelecer-se.

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

Marius não cortou amizade com os Amigos do ABC, mas parou de frequentar aquelas reuniões, com medo de trair os ideais de seu próprio pai. Além disso, o rapaz dedicou-se também à procurar o Sr. Thénardier, com o intuito de ajuda-lo. Fez isso ao longo de praticamente três anos, sem nenhum sucesso.

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

Sabemos que Marius idolatra este homem por acreditar que ele salvara seu pai na Batalha de Waterlootriste engano.

E aonde é que Marius acaba encontrando moradia ?! No Pardieiro Gorbeau !!

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

Como Marius não ficava muito tempo em casa, ele também não conhecia seus vizinhos. Até que um dia, a senhora que arrumava seu quarto contou-lhe que os moradores do quarto ao lado, os Jondrette, seriam despejados por não pagarem o aluguel.

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

O que Marius faz ?! Cobre a dívida deles e pede à mulher que não conte que havia sido ele a ajudar aquela família.

Victor Hugo é sensacional !! Esses “encontros” que ele faz ao longo de todo o livro são incríveis. Mesmo sem saber, Marius já havia começado a ajudar a família Thénardier !!

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

Nesse meio tempo também acompanhamos todo o sofrimento do avô de Marius, o Sr. Gillenormand, por conta da ausência de seu neto querido.

Mesmo não abrindo mão de suas convicções e ideais, de seu extremo orgulho político – monarquista -, e sem compartilhar seus sentimentos com ninguém, o Sr. Gillenormand sofria calado, desejando que Marius voltasse para casa.

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

O livro sexto de MariusA conjunção de duas estrelas – foi um livro bem doce, digamos assim.

Marius era um garoto isolado e uma das coisas que ele mais gostava era de seus passeios solitários no Luxembourg.

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

Certo dia, Marius notou a presença de um senhor – que ele apelidou de Sr. Leblanc – sentado em um dos bancos da praça ao lado de uma garota, que julgou ser sua filha. E isso repetiu-se durante todos os dias em que ele passeava pela praça, intrigando cada vez mais o rapaz.

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

No início, Marius achava a menina bem feia. Porém, conforme o tempo foi passando, ele começou a encantar-se por ela, e essa admiração ia crescendo cada vez mais.

Um dia, um lenço havia sido esquecido no banco e, acreditando ser da moça, Marius foi até ele e leu as inicias nele gravadas: UF.

É dessa forma que Marius passa a acreditar que aquela linda garota chamava-se Úrsula. Mais para frente, nós vamos ficar sabendo que o lenço era um teste de Jean Valjeano UF significava Ultime Fleuchelevant.

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

Eu gostei muito de acompanhar toda a timidez de Marius, toda a sua falta de coragem para ir lá falar com Úrsula, todo o seu nervosismo e todo esse clima de paquera e amor platônico  que Victor Hugo nos envolveu nesse livro sexto.

E foi justamente por isso que, lá no comecinho, eu falei que este havia sido um livro bem doce.

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

Bom, chega um momento da história em que Marius descobre onde Úrsula morava. Só que, para a infelicidade do rapaz, e já sendo notado pelo Sr. Leblanc, este último, com medo de Marius tratar-se de um policial, para de frequentar o Luxembourg e muda-se de casa com sua filha.

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

O livro sétimo de MariusPatron-Minette – é um livro bem curtinho, mas com um peso enorme ! Certamente deveria ser redigido e estampado na cara dos governantes do nosso país, principalmente as últimas páginas.

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

Aqui, Victor Hugo vai nos contar sobre algo que ele chama de Terceiro Subsolo da sociedade, que são justamente aqueles grupos de pessoas que roubam, assassinam e comentem diversos outros tipos de crimes.

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

O único perigo social que existe é a sombra“. [p. 995]

Que é feito desses homens? Eles existem ainda e sempre existiram. Horácio já dizia: grupos de cortesãs, charlatões, mendigos e histriões; e, enquanto a sociedade continuar a ser o que é, eles serão o que sempre foram. Sob o obscuro teto de seus esconderijos, renascerão continuamente da transpiração da sociedade. Fantasmas que são, voltarão sempre idênticos; a única diferença é que não usarão os mesmos nomes e não estarão contidos nas mesmas peles“. [p. 1002]

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

O livro oitavoO mau pobre – e a última parte de Marius é muito – muito mesmotenso ! Acho que fica até difícil você interromper a sua leitura porque ele vai te prender como se você fosse um grilheta.

E você só vai conseguir realmente respirar quando chegar exatamente à última página. Sem nenhum exagero. Victor Hugo faz essas coisas com a gente ♥.

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

Aqui nós vamos acompanhar um Marius que, perdendo o seu norte, fica extremamente melancólico e bem desesperado desde a mudança e sumiço de sua amada Úrsula.

E é no meio de sua desolação que ele depara-se com Eponine e acaba descobrindo que aqueles seus vizinhos eram os tão procurados por ele ao longo de seus últimos anos: a família Thénardier.

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

Nesse momento da história, ficamos sabendo que o Sr. Thénardier escrevia cartas assinadas de diferentes maneiras por vários personagens, cada um com sua miséria específica, a fim de conquistar ajuda de pessoas benevolentes; e quem entregava essas cartas aos destinatários era a própria Eponine.

E é uma dessas cartas que chega às mãos de um benfeitor da igreja de Saint-Jacques-du-Haut-Pasque, mais para frente, ficamos sabendo tratar-se de Jean Valjean.

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

Animado com a descoberta que aqueles eram os Thénardier, Marius descobre uma fresta na parte alta da parede de seu quarto e resolve observar aquela família por ali.

O mais legal é que ficamos sabendo que Marius estava ocupando o quarto que outrora havia sido ocupado por Jean Valjean, e que a família Thénardier ocupava o quarto que Javert havia se instalado em sua caçada ao grilheta. E, mais legal ainda, é saber que aquela fresta a que Marius agora observava a família de miseráveis ao lado, havia sido feita pelo próprio Javert para espionar Jean Valjean ♥.

Amo ♥ esses jogos que Victor Hugo faz, para fazer-nos sempre voltar e lembrar do que já havia acontecido em sua narrativa. In-crí-vel.

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

Bom, através do olhar de Marius nós conseguimos enxergar o ambiente horroroso em que aquela família – inescrupulosa – vivia:

As cidades, como as florestas, têm seus antros onde escondem tudo o que possuem de mais cruel e temível. A diferença é que, nas cidades, o que se esconde assim é feroz, imundo, pequeno, isto é, monstruoso; nas florestas, o que se esconde é feroz, selvagem e grande, isto é, belo. Tocas por tocas, as dos animais são preferíveis às dos homens. As cavernas são preferíveis às pocilgas. O que Marius via era um chiqueiro“. [p. 1024]

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

Ao saber por Eponine que o velho filantropo da igreja os faria uma visita, o Sr. Thénardier tratou de deixar o ambiente mais tenebroso – se é que isso ainda era possível -, quebrando as poucas coisas que existiam ali. Ele não tinha escrúpulos para conseguir o que queria, deixando inclusive a própria filha ferida e até gostando disso, pois agravava mais ainda a ideia de sua miséria.

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

Logo chega o filantropo, acompanhado de sua filha. Nesse momento, Marius vê o Sr. Leblanc e Úrsula entrarem naquela pocilga. A alegria do rapaz é tão grande que ele para de prestar atenção em todas as falcatruas e mentiras do Sr. Thénardier.

Este, por sua vez, logo percebe que aquele senhor que acabara de entrar em seu quarto era o mesmo que levara Cosette de seu albergue há muito tempo atrás, e que aquela belíssima moça era a própria Cosettefato que deixou a Sra. Thénardier com muita raiva !!

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

O Sr. Leblanc e sua filha foram embora, mas antes haviam combinado de voltar logo à noite para trazer dinheiro e ajudar à pobre família. O que acontece é que Sr. Leblanc ou Jean Valjean não havia notado que aqueles eram os Thénardier.

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

Nesse meio tempo, Sr. Thénardier preparou uma majestosa cilada para Jean Valjean e Marius assistira a tudo. O garoto enfrentava agora um grande impasse: chamar a polícia e proteger a sua amada dos Thénardier ou proteger os Thénardier, como o seu pai havia desejado no leito de morte ?!

De alguma forma, Marius conseguiu avisar o planejado pelo Sr. Thénardier ao oficial da polícia que, por acaso, era Javert, e ainda conseguiu voltar para o seu quarto sem ser percebido por ninguém.

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

Aqui nós vamos acompanhar de perto todos os momentos tensos da cilada e todo o sofrimento de Jean Valjean ao ser massacrado pelo Sr. Thénardier e seus cúmplices, todos bandidos perigosos.

O mais incrível é a força de Jean Valjean que, em nenhum momento, gritou por socorro. Até Marius havia se impressionado com isso.

Nas naturezas grandes e elevadas, a revolta da carne e dos sentidos atormentados pela dor física fazem com que a alma venha à tona e se mostre no rosto, do mesmo modo que as rebeliões da soldadesca forçam o capitão a aparecer“. [p. 1108]

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

Finalmente acontece o grande encontro com a chegada surpresa de Javert. Eu fiquei muito emocionada e eufórica nessas últimas páginas.

Acontece que Jean Valjean consegue, mais uma vez, escapar de Javert, enquanto todos os outros bandidos foram presos. Vimos que um dos bandidos consegue escapar no caminho às galés, sem nenhuma explicação, nem mesmo para Javert.

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

Aqui Gavroche chega cantando; pára um pouco a sua canção e pergunta por sua família – os Thénardier -; tão logo fica sabendo que foram todos presos, segue seu caminho e continua cantando, como se nada tivesse acontecido.

E assim acaba essa parte incrível !!

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

Livro incrível !! Não tem mais o que dizer sobre ele… Sen-sa-ci-o-nal !!

É isso pessoal !!

E vocês? Em que parte estão e como estão em relação à história?
Alguém está sentindo-se empolgado para começar a ler o livro?
Gostaria muito de saber, me contem aqui nos comentários ♥ !!

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

Comprando o livro clicando nesse link aqui: Os Miseráveis (Cosac Naify)
ou Os Miseráveis (Martin Claret), você incentiva e ajuda o blog a crescer.

Espero que tenham gostado do sétimo post do projeto Lendo Os Miseráveis. Até a próxima sexta, com mais diário de leitura ♥.

Muito obrigada por acompanharem até aqui.

Com carinho , Juliana Fiorese.

♥ Para ler todos os posts do projeto Lendo Os Miseráveis, clica aqui

Lembrando que, comprando qualquer livro clicando aqui: Amazon
você ajuda o blog a crescer e incentiva cada vez mais a postagem de
novas resenhas e diários de leitura como esse .


11 comentários sobre “Lendo Os Miseráveis #7 ♥

  1. Nossa… Essa parte começou muito lenta para mim. E depois: UAU! Incrível, principalmente a parte da cilada!! Eu não me lembro de Javert espiando Jean pelo buraco da parede… Teve isso antes? Eu não tinha associado!! Ah! Só um detalhe… O Marius só descobre que o vizinho é Thénardier quando ele se revela pro Jean Valjean!! Daí todo o desespero e a dúvida do que fazer… Nossa, que parte incrível! Fiquei gelada quando Javert chegou!!!! E o Jean calado justamente para não atrair a polícia?? Tudo nesse livro faz MUITO sentido!!! Tô adorando! E seus posts são sempre muito bons 🙂

    Ps: que grupo do whatsapp é esse?? Quero entrar!! 😀

    Curtido por 1 pessoa

    1. Aninha !! ❤

      Essa parte é muito incrível mesmo !! Eu fiquei até sem fôlego na parte da cilada, acredita ?! Ainda mais quando Javert chega !! Meu coração quase parou, ahaha. Fiquei eufórica !! xD

      Então, eu não sei se de fato Javert conseguiu espiar Jean Valjean por conta da escuridão do quarto ou se foi até depois de Jean Valjean ter desaparecido. Mas ele de fato sabia dessa fresta, pois ele mesmo avisa a Marius da existência dela, na hora em que ele entrega ao garoto as duas armas, e pede-lhe que fique de olho em tudo !! ❤ Certamente ele teria usado essa fresta antes, quando soube que o grilheta estava por lá.

      Aaaah !! Eu acho que Marius percebeu que ele era Thénardier antes do próprio revelar-se… Ali quando Eponine conta sobre o pai dela, sobre a Batalha de Waterloo, sobre o albergue deles naquela cidade (esqueci o nome). Acho que foi por isso, inclusive, que Marius foi espiar a família pela fresta do quarto, para certificar-se… Ele até vê a placa da batalha pendurada em cima da lareira !! Depois vou dar uma conferida nisso, mas tenho quase certeza, ahah. xD

      Jean calado foi sensacional !! Jean é incrível !!

      Uma das coisas que eu mais gostei nessa parte foi como Marius se livrou, pegando o papelzinho que a própria Eponine tinha escrito momentos antes e assinado, para jogar pelo quarto dos Thénardier e avisar que a polícia estava chegando. Essa ideia e esse detalhe foram SENSACIONAIS !! ❤

      Aaaah !! O grupo é muuuito legal !! Mas sempre falamos coisas não relacionadas com o livro, ahahaha. Mas estamos programando várias outras leituras !! Depois, se quiser, envia seu número por e-mail que eu te adiciono lá. O pessoal é muito legal e está lendo Os Miseráveis. Já estamos programando as nossas próximas leituras !! ❤

      Beijos !!

      Curtir

  2. Ahhh!!! Como será que Jean Valjean e Cosette não reconheceram os Thénardier?? Eu ainda acho que, mais pra frente, o Victor Hugo vai falar que tudo foi uma estratégia do Jean!!! Não sei, acho que a Cosette não se esqueceria daquelas figuras que fizeram tão mal a ela… 😦

    Curtido por 1 pessoa

    1. Siiiim !! Eles não reconheceram os Thénardier porque eles estavam muito modificados por conta da miséria. Cosette era muito criança quando saiu de lá … Por isso não se lembra da fisionomia deles – parece que passaram-se quase 8 ou 10 anos, né ?! ❤ E meio que explica como ela esqueceu … Tem uma partezinha falando isso…

      Curtir

    1. Esse livro é maravilhoso, Giulia !! ❤ ❤ ❤ Já é um dos melhores da minha vida !! Continuarei postando os diários de leitura e espero que você anime mesmo de iniciar essa leitura !! Amanhã tem mais, dá uma passadinha aqui no blog !! Beijos !! ❤

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s